Seja responsável ao invés de culpado

A culpa acontece quando observamos negativamente uma escolha que fizemos, nos julgando como equivocados pela escolha que fizemos anteriormente. Geralmente a culpa é sentida depois de fazer uma escolha e perceber que sua consequência não foi como esperava ou que causou algo ruim, ou mesmo se não fez uma escolha podemos nos sentir culpados pelo que poderia ter acontecido de bom se tivéssemos feito.

Fazer uma escolha é sempre correr um risco, não há como ter certeza sobre a consequência do que escolhemos, o que vai acontecer por conta de uma escolha que fazemos não depende somente da escolha que fizemos, mas de todo um contexto de condições.

Nem sempre quando escolhemos algo temos tanta clareza do que estamos escolhendo no momento, pode ser que depois de um tempo vamos percebendo melhor e desenvolvemos outra compreensão, passamos então a achar que seria melhor ter feito outra escolha, mas essa percepção somente se desenvolveu por termos feito essa escolha, antes dela não seria possível perceber que ela não seria como esperávamos que fosse.

Além disso, convivemos com outras pessoas em um entorno, portanto o que escolhemos pode afetar essas pessoas e o entorno, a consequência do que escolhemos envolve várias condições de outras pessoas e do entorno.

O sentimento de culpa está muitas vezes associado a uma expectativa sobre um ideal ou perfeição, de sentir que deve ser de um jeito e não de outro jeito, e se culpar por não ser ou não ter sido como esperava que fosse. Trata-se de uma cobrança consigo mesmo e uma punição por não ter feito o esperado, se sentindo errado.

Sartre e outros existencialistas, em geral, costumam usar o termo “responsabilidade” ao invés de culpa, ou seja, não somos culpados pelo que fizemos, como se estivéssemos sempre errados, mas somos responsáveis pelo que escolhemos, depois de escolher temos de arcar com nossa responsabilidade individual sobre a escolha que fizemos.

Particularmente prefiro usar o termo “consequência”, ou seja, tudo o que escolhemos gera uma consequência, aí teremos de lidar com essa consequência, pois muitas vezes as consequências de nossas escolhas não dependem unicamente de nós mesmos e sim de todo um contexto e até de outras pessoas, dependendo do caso.

Consequência, portanto, trata-se do resultado de nossas escolhas, do que elas levaram a acontecer, para nós e para os outros. Cada escolha nos gera uma ou mais consequências, a questão é o que vamos fazer com essa consequência? Simples, faremos novas escolhas, encarando ela sem culpa e sem nos agredir, é apenas a consequência do que fizemos, e tudo que se faz gera uma consequência.

Entrar em contato

Envie uma mensagem para mais informações..